nucind

Archive for janeiro \20\UTC 2010|Monthly archive page

Premonição 4 (The Final Destination) – 2010

In Uncategorized on janeiro 20, 2010 at 16:57

Do mesmo diretor do segundo filme da franquia, David R. Ellis, o quarto filme da série Premonição foi filmado totalmente em 3-D, sem dúvida é uma inovação em relação aos outros 3, pois os efeitos de imagem surpreendem…

Mas na trama, nada de novo… a mesma receita americana de bilheteria (todos sabemos que filmes em sequencia são bilheterias garantidas), aliás fez mais 12,45 milhões de dólares e soma em 10 dias 47 milhões.

Na trama, escrita por Eric Bess, o que deveria ter sido um divertido dia de corridas se transforma em pesadelo, quando Nick O’Bannon tem uma horrível premonição na qual uma bizarra sequência de eventos provoca uma batida múltipla de carros, mandando fogo pelas arquibancadas e matando brutalmente seus amigos. Nick os convence a evitar a corrida, mas não é tão fácil ultrapassar a morte. E como sempre ele e seus amigos vivem uma terrivel corrida contra o tempo em busca da sobrevivência.

Se você assim como eu gostou dos outros 3 filmes, gosta de filmes de terror, carros, explosões, gritos e mortes bizarras ou apenas quer testar a tecnologia 3-D, vá aos cinema e de um crédito a esse filme. Eu gostei…

Valquiria Silvestre

Avaliação:

Estréia: 22 de Janeiro de 2010

Anúncios

Amor Sem Escalas

In Uncategorized on janeiro 20, 2010 at 16:23

O que você leva em sua mochila? Esta é a pergunta que Ryan Bingham (George Clooney) faz à você durante o fillme e você também!

Amor Sem Escalas é um drama comédia bem escrito e produzido, do tipo comédia mais inteligente, com diálogos rápidos e afiados, daqueles que você nem sente o tempo passar…

Ryan Bingham (George Clooney) tem por função demitir pessoas. Por estar acostumado com o desespero e a angústia alheios, ele mesmo se tornou uma pessoa fria.

Até que seu chefe contrata a arrogante Natalie Keener (Anna Kendrick), que desenvolveu um sistema de videoconferência onde as pessoas poderão ser demitidas sem que seja necessário deixar o escritório. Este sistema, caso seja implementado, põe em risco o emprego de Ryan.

Ryan tem uma missão um tanto bizarra, em meio as suas viagens de negocios , sua irmã Jules está prestes a casar e lhe faz um pedido, tirar fotos de um curioso display junto a monumentos históricos no estilo do “gnomo viajante” , no qual o diretor Jason Reitman faz uma homenagem singela e criativa ao filme” O Fabuloso Destino de Amélie Poulain” , o nome do casal também é uma referencia ao cinema francês ( Jules e Jim ) filme consagrado do diretor François Truffaut, sacada original …

O filme conta com a exelente direção de fotografia de Eric Steelberg , que fez lindas tomadas aereas ( do tipo cartão postal ) das principais cidades dos EUA , identificando a rota que Ryan tem que cumprir, e que nos permite conhecer um EUA diferente daquele que tantos outros filmes monstram . As atuações de Vera Farmiga e Anna Kendrick e George Clooney compõe o triângulo tragi-cômico de Amor Sem Escalas . Divertido doce e sutil  “Amor sem Escalas” é uma exelente pedida para aqueles que amam filmes bons , inteligentes e acima de tudo de humor refinado . Vale a pena !!! Marque sua viagem no cinema mais próximo e sem escalas …

Com exceção dos atores de renome, todos os demitidos vistos em cena não são atores, mas pessoas que passaram por esta situação recentemente , o que deu mais originalidade ao filme !!!

Avaliação:

Estréia nos cinemas 22/01/2010

Juliane Treska
Nucind Curitiba

Sherlock Holmes (Sherlock Holmes – 2009)

In Uncategorized on janeiro 6, 2010 at 17:05

Elementar meu Caro Whatson…

Guy Ritchie une forças ao lendário escritor Sir Arthur Connan Doyle , fazendo de “Sherlock Holmes” uma combinação perfeita de mistério e ação ( das boas !!! ). Baseado na HQ de Lionel Wigran que foca mais a ação, abordando elementos como a habilidade de Holmes no boxe e na esgrima.

Final do século XIX. Sherlock Holmes (Robert Downey Jr.) é um detetive conhecido por usar a lógica dedutiva e o método científico para decifrar os casos nos quais trabalha. O Dr. John Watson (Jude Law) é seu fiel parceiro, que sempre o acompanhou em suas aventuras. Porém esta situação está prestes a mudar, já que Watson pretende se casar com Mary Morstan (Kelly Reilly). Isto não agrada Holmes, que não deseja o afastamento do colega. O último caso da dupla envolve Lorde Blackwood (Mark Strong), por eles preso ao realizar um ritual macabro que previa o assassinato de uma jovem. Holmes e Watson são chamados para solucionar o caso e logo ele se torna um grande desafio para o detetive, que não acredita em qualquer tipo de magia. Em meio às investigações há o retorno de Irene Adler (Rachel McAdams), uma ladra experiente por quem Holmes tem uma queda.

A dupla Robert Downey Jr. e Jude Law levam o filme de forma magnífica mantendo o bom humor inglês aliado a excelente interpretação dos personagens tendo uma fiel comparação física dos atores e seus respectivos papéis, sem deixar rastros de exagero.

O Celebre detetive ganha um ar dinâmico, diferente daquele dos velhos filmes em que Holmes ocasionalmente manuseava armas e saltava de carruagens, já que o filme foge um pouco das aventuras convencionais de Sherlock Holmes, escritas por Connan Doyle.

Direção de fotografia de Philippe Rousselot consegue ambientar uma Londres antiga e cinza que faz você viajar embalada pela trilha  de Hans Zimmer que abusa de influencias irlandesas e consegue fazer música de uma corda de violino (objeto de bizarra obsessão de Holmes).

Richie também ganha seu mérito pela direção, conhecido por seus filmes de rítmo frenético e estilo próprio faz “Sherlock holmes” ficar a margem de mega-produções hollywoodianas, se mantendo ao mesmo tempo de apelo popular e alternativo, negócio ousado quando se trata de um dos mais importantes membros da Scotland Yard e do imaginário de tantas pessoas…

Portanto, vista seu casaco de tweed, e vá ao cinema resolver mais um caso misterioso, partindo da Baker Street  221 B  para o mundo do cinema, ao lado de nada  mais, nada menos, que Sherlock Holmes. Vale a pena!

Robert Downey Jr. leu diversas estórias de Sherlock Holmes e assistiu a série de TV  “The Adventures of Sherlock Holmes” (1984) para se preparar para o filme;

Para os nostálgicos vale a pena confererir ou rever o Enigma da Pirâmide com a direção Barry Levinson que mostra um Sherlock adolecente  resolvendo seu primeiro caso.

Avaliação:

Estréia nos cinemas: 08/01/2010

Juliane Treska
Nucind Curitiba

%d blogueiros gostam disto: