nucind

Archive for julho \30\UTC 2011|Monthly archive page

Capitão América: O Primeiro Vingador (Captain America: The First Avenger – 2011)

In Cinema, Crítica on julho 30, 2011 at 21:19

Steve Rogers, um garoto franzino de família pobre, inspirado por uma propaganda que mostra a ascensão nazista na Europa alista-se no exército.

No entanto, por conta de sua saúde frágil, é rejeitado. É então que aparece o General Chester Phillips, que oferece a Rogers a oportunidade de participar de um projeto experimental para criar um “supersoldado”.

Capitão América imagem 2

Considerado o maior herói retrô, Capitão América: O Primeiro Vingador, faz bonito e convence!!!

Chris Evans – Steve Rogers / Capitão América  leva bem o filme, já que não é um ator muito conhecido, o personagem encaixa-se perfeitamente, o grande vilão Caveira Vermelha  interpretado por Hugo Weaving –  consegue encarnar literalmente o personagem e passar um ar sombrio ao filme !

Capitão America: O Primeiro Vingador é ambientado nos meados dos anos 40 e ricamente composto com adereços da época! A Direção de arte se encarrega em passar a época de ouro dos EUA, durante a 2ª guerra mundial em que todo americano sonhava em matar o Furer e seus comparsas.

Caveira Vermelha é a personificação do mal nazista, a ser combatido. Sem forças especiais, o “Grande Exército dos EUA “ cria um super soldado, com a ajuda de um personagem curioso, que seria Howard Stark (das indústrias Stark) interpretado por Dominic Cooper (Educação).

Pai de Tony Stark (O Homem de Ferro), um milionário excêntrico da década de 40, que ajuda o exército americano com engenhocas de seu laboratório, cria uma grande simpatia pelo soldado Steve Rogers (Capitão America). A história  tem uma grande conexão entre outros heróis,  e isso é bacana !!!

O Filme conta com um super elenco,  Stanley Tucci – Dr. Abraham Erskine  o cara que faz o Capitão América, Toby Jones – Arnim Zola, braço direito do caveira vermelha e um cientista de grande sucesso, Tommy Lee Jones – General Chester Phillips,  o cara que resolve dar uma chance a Steve eHayley Atwell – Peggy Carter, militar envolvida no projeto e a grande paixão de Steve.

Junte- se aos Vingadores, pegue seu escudo modi e vá ao cinema mais próximo !!!

Por Juliane Treska
Nucind Curitiba

Avaliação: 

Estréia nos cinemas: Dia 29/07/2011

Anúncios

Assalto ao Banco Central (2011)

In Cinema, Crítica on julho 21, 2011 at 16:51

Uma história que só vemos em filmes americanos, que agora podemos ver aqui no Brail, se passa em Fortaleza e é considerado o maior assalto a banco do mundo. Pena que foi dirigida grosseiramente por um diretor de novelas, que acabou pecando em algumas cenas. Me desculpe Marcos Paulo.

Por ser um argumento muito bom, o filme ficou interessante e até a maneira como foi contada nos prende até o final. O que faltou foi a arte para a direção cena a cena e algumas passagens chegam a ser grosseiras.

A interpretação dos atores oscila tanto que cada cena eles parecem ter reações diferentes, com isso vemos cenas com interpretações ótimas e com péssimas atuações em outras. Sem contar com personagens caricatos que cansamos de ver em novelas da Globo, como é o caso de Lima Duarte e Tonico Pereira (eterno Zé Carneiro) e lógico para agradar o cabeça da Globo Filmes colocaram um papelzinho para Daniel Filho ( que de ator não tem nada). Salvo a excelente interpretação de Milhem Cortaz (Tropa de Elite 2, Nossa Vida Não Cabe Num Opala).

O cinema nacional precisa aprender um pouco com o cinema europeu e aprender a separar novelas de filmes, afinal nada mais divertido do que uma boa novela, mas bem diferente de um filme.

Vale pela história e por algumas interpretações. Aprecie o amadorismo do cinema nacional.

Por Fulton Nogueira
Nucind Curitiba

Avaliação:

Estréia nos cinemas: Dia 22/07/2011

 

Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2 (Harry Potter and the Deathly Hallows: Part 2 – 2011)

In Cinema, Crítica on julho 21, 2011 at 15:52

Não há dúvidas que a saga de Harry Potter foi o maior sucesso dos últimos 10 anos, tanto em livros como nos cinemas.

Nesta parte final, o que todos esperavam, foi visto. Uma sequência de sucesso que foi acompanhando tanto técnicas de filmagem como mantendo a história em sintonia, com grandes diretores por trás de cada filme.

Na segunda parte do final épico da série, a batalha entre o bem e o mal no mundo da magia se torna uma guerra entre centenas de bruxos. Os riscos nunca estiveram tão altos e nenhum lugar é seguro o suficiente. Assim, Harry Potter precisa se apresentar para fazer o seu último sacrifício, enquanto o confronto final com Lorde Voldemort se aproxima. Tudo acaba aqui.

O impressionante de Harry Potter é a qualidade da direção, da fotografia, da direção de atores e da parte técnica e figurino. Vai ser difícil alguma nova saga alcançar a perfeição técnica e continuidade de Harry Potter.

Harry Potter bate no quesito técnico sagas grandiosas como Senhor do Anéis e As Crônicas de Nárnia, claro que Senhor dos Anéis vem de longe sendo a mais madura e a de roteiro mais denso. Harry Potter usa um roteiro simples e que já faz sucesso em cada livro lançado, um história cheia de personagens, nomes de magias, nomes de objetos mágicos e localizações, história que agrada em cheio e prende através dos nomes e personagens.

Deixando o roteiro de lado, Harry Potter é imperdível, tanto para os fãs que decoram todas as magias e objetos mágicos, quanto para os que procuram uma aventura com qualidade.

Nesta parte final onde foi dividida em duas, vimos um Harry Potter mais corajoso e decidido e a história ficou mais assustadora. Pra quem não viu nada de Harry Potter, corra até a DVD Caffe e pegue os primeiro filmes antes de ir ao cinema. E quem já assistiu os anteriores, para tudo agora e corra para o cinema mais próximo e pegue a próxima sessão, se já não estiver lotada.

Por Fulton Nogueira
Nucind Curitiba

Avaliação:

Estréia nos cinemas: Dia 15/07/2011

 

%d blogueiros gostam disto: