nucind

Posts Tagged ‘3D’

O Homem de Aço (Man of Steel – 2013)

In Cinema, Crítica on julho 12, 2013 at 22:41

superman_cartaz_BR_alta

Um filme de Zach Snyder (Watchmen e 300) dificilmente ficaria ruim. Além de contar com a produção de Christopher Nolan (Batman e A Origem) e música original de Hans Zimmer. Realmente uma super produção que só pode ser colocada nas telas com a tecnologia disponível nos tempos de hoje.

man-steel-henry-cavill

A história do Homem de Aço ganha um novo início no cinema. Após Kal-El chegar à Terra depois da destruição de Krypton, ele é adotado pelo casal camponês Martha e Jonathan Kent e assume a identidade secreta de Clark Kent.

man-of-steel-kevin-costner-1

Mas dois vilões de seu planeta natal também sobrevivem e é o Superman quem deverá enfrentá-los: o General Zod e sua parceira, Faora.

Man-of-Steel-EW-2-Zod

man-steel-amy-adams-henry-cavill

A história de passa em duas partes, uma no planeta do homem de aço e outra na Terra. Muito efeito especial e muita ficção.

michael-shannon-antje-traue-man-of-steel-01-1919x800

Fica bem claro quem é Superman e que ele não é de nosso planeta. Tudo é contado com muitos flashbacks e cenas determinantes.

MAN-OF-STEEL-TRAILER-04_510x317

O elenco é monstruoso, Amy Adams, Diane Lane, Kevin Costner, Russell Crowe, Avelet Zurer. Todos fazendo papéis convincentes e claros. Muito bom ficou o trabalho de Henry Cavill (Imortais, The Tudors) no papel de Clark Kent.

art-man-of-steel-superman-620x349

Acredito que Snyder com seu jeito de fazer cinema, mostrou um Superman mais obscuro, revoltado e violento, mas pecou nos exageros sonoros, muito barulho, muita quebradeira e muito efeito especial. O filme chega a incomodar os mais conservadores.

filmes-5504-fotos-manofsteel_foto_01

Hoje o jovem cinéfilo quer ver ação e sentir ação, ouvir a ação, e sem prestar muita atenção e não ter preocupação. Snyder fez isso, o filme pode ser visto em pedaços, ou somente um pedaço que não vai fazer diferença. Verá um filme do Superman.

893189_515238998522060_1718885853_o

Mas conseguiram definir um substituto ao papel do Superman que era de Christopher Reeve.

Man-of-Steel-Director

E agora que venha a Liga da Justiça!

Por Fulton Nogueira
Nucind Curitiba

Avaliação: stars-4

Estréia nos cinemas (2D, 3D e IMAX) : Dia 12/07/2013

João e Maria – Caçadores de Bruxas (Hansel e Gretel: Witch Hunters – 2012)

In Cinema, Crítica on janeiro 27, 2013 at 16:23

Joao e Maria 3D

Mais um conto infantil se tornando um Ultra filme de efeitos e terror.

Hansel-and-Gretel-Witch-Hunters1

O que aconteceu com João e Maria 15 anos após quase serem devorados por uma bruxa má que os atraiu até a casa de doces no meio da floresta?

H

Nesta repaginação do conto de fadas, descobrimos que os irmãos se transformaram em impiedosos caçadores de bruxas.

H

Não é um filme para crianças, vemos muito sangue e cenas violentas. Filme com muitas referências Tarantinescas e muitos efeitos especiais.

H

Ponto positivo para as bruxas, principalmente a violenta bruxa do início. Me lembrou Evil Dead.

Vale a pena ver no IMAX pelos efeitos e pelas bruxas assustadoras.

Por Fulton Nogueira
Nucind Curitiba

Avaliação: stars-2-5

 

 

Sombras da Noite (Dark Shadows – 2012)

In Cinema, Crítica on junho 24, 2012 at 14:30

Já faz muito tempo que Tim Burton entrou em uma fase de inércia, onde repete os atores, repete os personagens e repete as estórias.

Sombras da Noite conta a história de uma bruxa (Eva Green), em 1752, que por não ter seu amor correspondido; Barnabas Collins (Johnny Depp), transformou-o em um vampiro e o enterrou em um caixão.

Quase 200 anos depois, o caixão foi aberto, e agora, Barnabas vê sua família em ruínas pela maldição da bruxa que ainda está viva e comandando a cidade. Barnabas então decide lutar para ajudar sua família e derrotar a terrível bruxa.

O roteiro de Sombras da Noite é horrível, a história deixa muito a desejar, não contando detalhes importantes.

Toda a direção de arte é repetitiva, os cenários são muito parecidos com Alice no País das Maravilhas. Johnny Depp e Helena Bonham Carter (os queridinhos de Tim Burton) repetem os trejeitos de personagens anteriores. O que se vê é um desperdício de um elenco tão rico para uma história tão medíocre.

Com exceção de um lobisomem bizarro, a produção de Tim Burtom continua impecável, dando todo aquele ar de mundos fantásticos presentes em seus filmes anteriores, porém com um conteúdo vazio, mas que não deixará de agradar boa parte das pessoas.

Série original de 1966

Série original de 1966.

Por Gustavo Halfen
Nucind Curitiba

Avaliação:

Prometheus (Prometheus – 2012)

In Cinema, Crítica on junho 9, 2012 at 21:50

2093, uma expedição a bordo da nave Prometheus parte em direção a um sistema solar longínquo em busca de vida inteligente na suspeita de serem nossos criadores; em outras palavras: nossos deuses.

Ao chegarem em tal planeta, eles lidam com diferentes formas de vida que lutam entre si e contra o próprio ser humano.

As coisas não saem como planejadas: contaminações, mortes, disputas de interesse próprio acabam comprometendo a missão.

Logo ao início do filme, a formação do letreiro e a fonte são as mesmas de Alien, O 8º Passageiro (1979 também de Ridley Scott), indicando a relação próxima dos dois filmes.

Um dos mais esperados no ano, Prometheus antecede a história de Alien e supera expectativas já se tornando um clássico do sci-fi.

Buscando referências desde 2001: Uma Odisséia no Espaço (Stanley Kubrick), atores excelentes, um tema atual (exploração espacial, busca da nossa origem, Deus) e principalmente a qualidade de imagens, efeitos e sons.

Assistir a Prometheus no cinema é obrigação de todos os fãs de ficção.

Por Gustavo Halfen
Nucind Curitiba

Avaliação:

Já nos Cinemas

Madagascar 3: Os Procurados (Madagascar 3 – 2012)

In Cinema, Crítica on junho 9, 2012 at 21:38

O quarteto Alex, Marty, Melman e Glória embarcam agora de Madagascar rumo a Monte Carlo para falarem com os mafiosos e espertos pingüins que estão lá ganhando dinheiro através de trapaças em jogos de azar.

O objetivo da conversa é buscar um meio de voltarem a Nova Iorque, onde moravam. Logo eles se deparam com uma caçadora de animais com um estilo bem negro ala Tim Burton e são obrigados a pegarem carona em um trem de circo de animais para escaparem da caçadora.

Mais uma vez os personagens coadjuvantes roubam a cena na história, todos muito caricatos, são eles que fazem a história ficar divertida e engraçada: os pingüins, macacos, lêmures e agora também uma ursa do circo a qual o lêmure Rei Julien se apaixona.

O filme em si é divertido e bem feito, porém peca com o tema central: animais de zoológico.

É uma pena que o filme enfoque de forma tão errônea a situação real dos animais tanto em zoológico como em circo, deixando transparecer para o publico alvo (as crianças) que os animais são felizes nesses lugares.

Quando na verdade em muitos países e cidades do Brasil, o uso de animais em circo é proibido devido à escravização, maus tratos e exploração dos mesmos. Situação contraria a qual o filme nos passa.

Por Gustavo Halfen
Nucind Curitiba

Avaliação:

Já nos Cinemas

Homens de Preto 3 ( Men In Black 3 – 2012)

In Cinema, Crítica on maio 26, 2012 at 20:11

O Agente J (Will Smith), volta ao ano de 1969 para tentar salvar seu parceiro, Agente K (Tommy Lee Jones) e o planeta Terra da invasão galáctica liderada por Boris, The Animal.

A partir disso, ele descobrirá segredos sobre seu passado e de seu parceiro; além de desvendar a identidade secreta de grandes artistas do movimento paz e amor que rolava por naquela época.

Misturando ficção científica, ação e piadas muito inteligentes, Etan Cohen (roteiro) e Barry Sonnenfeld (diretor) conseguiram manter a fidelidade e até superar o primeiro MIB – Homens de Preto.

Mantendo você preso na cadeira, o filme fará você rir e até mesmo chorar de emoção com esta saga atemporal de caça aos extraterrestres, que também conta a participação especial de Justin Bieber, Lady Gaga e Tim Burton como alienígenas.

Por Gustavo Halfen
Nucind Curitiba

Avaliação:  

Estréia nos cinemas (3D): Dia 25/05/2012

Piratas Pirados! (The Pirates! Band of Misfits – 2012)

In Cinema, Crítica on maio 11, 2012 at 12:10

O Capitão Pirata (Hugh Grant) é um dos mais trapalhões piratas dos sete mares e sua maré de azar anda incomodando. O pior é que ele é louco para derrotar seus rivais Black Bellamy (Jeremy Piven) e Cutlass Liz (Salma Hayek) na premiação Piratas do Ano, mas sua tripulação pra lá de doida atrapalha mais do que ajuda. Para completar, o capitão vai ter que encarar uma enfezada Rainha Victoria (Imelda Staunton) na companhia do famoso pesquisador Charles Darwin (David Tennant).

Quando pensamos em animação nos dias de hoje , logo lembramos de tecnologia avançada de efeitos e etc… Neste caso em Piratas Pirados! Temos a grande chance de ver uma animação de “Arte” . Peter Lord é responsável pela direção de Fuga das Galinhas e conta com os produtores do premiado Wallace & Gromit.

Piratas Pirados! Foi todo feito em STOP MOTION  (Stop motion é uma técnica de animação fotograma a fotograma (ou quadro a quadro) com recurso a uma máquina de filmar, máquina fotográfica ou por computador) e que requer muito tempo e habilidade!!! O que dá um charme a mais no filme.

É um filme de aventura e comédia, para todas as idades, com uma trilha sonora Rock n`Roll ! Piratas Pirados resgata um personagem histórico Charles Darwin que é um “NERD” da época vitoriana, apaixonado pela rainha “mala”. Darwin encontra um grande tesouro no navio do Capitão Pirata, que sonha em vencer um concurso de Pirata do Ano! Bom humor e piadas contemporâneas foram a grande essência da historia!

Hugh Grant faz sua estréia nas animações sendo a voz do excêntrico Capitão Pirata, talvez aqui no Brasil seja um mero detalhe; já que todas as animações costumam ir para as telonas  com uma dublagem brasileira e adaptações de piadas para o nossa cultura! Detalhes a parte é uma grande chance de ver estas massinhas simpáticas ganharem vida e interagir com o público…

Junte-se ao convés marujos de  todas as idades , é só hastear a bandeira certa e ir a sala de cinema mais próxima dos sete mares…

Curiosidades: O orçamento de Piratas Pirados! foi estimado em US$ 60 milhões.

Por Juliane Treska
Nucind Curitiba

Avaliação:

Estréia nos cinemas 3D: Dia 11/05/2012

Battleship – A Batalha dos Mares (Battleship – 2012)

In Cinema, Crítica on maio 11, 2012 at 09:34
Battleship Poster

Poster Battleship

Para uma mega produção hollywoodiana de ação esse filme quase supera as expectativas. Tirando aquilo que todo mundo sabe e espera ter (efeitos audiovisuais “de ponta”), o filme consegue ter uma historinha inicial divertida, cenas de ação surpreendentes, uma trilha sonora bem rock n`roll (The Black Keys, AC/DC, Creedence…) e dar MUITA referência ao jogo de tabuleiro muito jogado nos anos 1980 e 1990, Batalha Naval; jogo o qual o filme foi baseado.
Cena filme Battleship

Battleship cena

Um filme pra quem quer relembrar a época dos jogos de tabuleiro, pra quem curte ação e efeitos especiais, mas dispensa os filmes de heróis clichês da Marvel.
Por Gustavo Halfen
Nucind Curitiba
Avaliação: 
Estréia nos Cinemas: Dia 11/05/2012

Lanterna Verde (Green Lantern – 2011)

In Cinema, Crítica on agosto 19, 2011 at 11:51

Desta vez a DC Comics levou para as telas um herói não muito conhecido dos brasileiros, mas um do heróis mai bem elaborados pela DC. Com violência, humor e muita ação apresento o genial Lanterna Verde.

Em um universo tão vasto quanto misterioso, uma pequena mas poderosa força existe há séculos. Protetora da paz e da justiça, ela é conhecida como a Tropa dos Lanternas Verdes. Uma irmandade de guerreiros designada a manter a ordem intergaláctica, na qual cada Lanterna Verde possui um anel que lhe garante superpoderes.

Porém, um novo inimigo chamado Parallax ameaça destruir o equilíbrio das forças do Universo, e o destino dos guerreiros e do planeta Terra estará nas mãos do seu mais novo recruta, o primeiro humano a ser selecionado para a Tropa: Hal Jordan. Hal é um piloto de testes talentoso e audacioso, mas os Lanternas Verdes tem pouco respeito pelos humanos, que nunca utilizaram os poderes infinitos que o anel proporciona.

No entanto, Hal é obviamente a peça que faltava, e além de sua determinação e força de vontade, ele tem mais uma virtude que nenhum outro membro da Tropa possui: humanidade. Com o apoio de Carol Ferris (Blake Lively), sua colega de pilotagem e namorada de infância, Hal precisa aprender rapidamente a dominar seus novos poderes e encontrar a coragem para vencer seus medos, assim ele poderá provar que não só é o único capaz de derrotar Parallax como também se tornará o maior Lanterna Verde de todos.

Além de ter uma história genial e criativa, Lanterna Verde é um herói habilidoso e inteligente. Foi o que mostrou em sua excelente direção, Martin Campbell (007 – Cassino Royale).

Campbell conseguiu colocar nas telas a imagem de um herói além de divertido, muito comprometido. Acreditamos e confiamos que ele irá sempre vencer, sua força é fenômenal, seus poderes vão onde sua imaginação alcançar, o seu slogan é vencer, mesmo que seja quase impossível derrotar o vilão. Falando em vilão, jamais vi um tão forte, indestrutível, perigoso e assustador.

Tirem as crianças da sala…elas sairão chorando e terão pesadelos quando ver Parallax (o vilão do mal). Também foi incrível como souberam usar muito bem os recursos em 3D, a Marvel que se cuide pois a DC está um passo a frente. Os efeitos dos poderes do anel ficaram assustadores e violentos, acreditamos que o anel seja muito poderoso.

O canadense Ryan Reynolds ficou muito bem no papel de Hal Jordan o Lanterna Verde, acho que o intensivão que fez nas filmagens de Enterrado Vivo lhe fez bem, hoje podemos dizer que ele é um ator.

Conheça os guardiões das galáxias, Os Lanternas Verdes, esse fantástico super herói você poderá conhecer melhor e com certeza virar fã, nos cinemas.

Corra e reserve seu lugar pois os cinemas vão ficar lotados.

Por Fulton Nogueira
Nucind Curitiba

Avaliação:

Estréia nos cinemas: Dia 19/08/2011

Capitão América: O Primeiro Vingador (Captain America: The First Avenger – 2011)

In Cinema, Crítica on julho 30, 2011 at 21:19

Steve Rogers, um garoto franzino de família pobre, inspirado por uma propaganda que mostra a ascensão nazista na Europa alista-se no exército.

No entanto, por conta de sua saúde frágil, é rejeitado. É então que aparece o General Chester Phillips, que oferece a Rogers a oportunidade de participar de um projeto experimental para criar um “supersoldado”.

Capitão América imagem 2

Considerado o maior herói retrô, Capitão América: O Primeiro Vingador, faz bonito e convence!!!

Chris Evans – Steve Rogers / Capitão América  leva bem o filme, já que não é um ator muito conhecido, o personagem encaixa-se perfeitamente, o grande vilão Caveira Vermelha  interpretado por Hugo Weaving –  consegue encarnar literalmente o personagem e passar um ar sombrio ao filme !

Capitão America: O Primeiro Vingador é ambientado nos meados dos anos 40 e ricamente composto com adereços da época! A Direção de arte se encarrega em passar a época de ouro dos EUA, durante a 2ª guerra mundial em que todo americano sonhava em matar o Furer e seus comparsas.

Caveira Vermelha é a personificação do mal nazista, a ser combatido. Sem forças especiais, o “Grande Exército dos EUA “ cria um super soldado, com a ajuda de um personagem curioso, que seria Howard Stark (das indústrias Stark) interpretado por Dominic Cooper (Educação).

Pai de Tony Stark (O Homem de Ferro), um milionário excêntrico da década de 40, que ajuda o exército americano com engenhocas de seu laboratório, cria uma grande simpatia pelo soldado Steve Rogers (Capitão America). A história  tem uma grande conexão entre outros heróis,  e isso é bacana !!!

O Filme conta com um super elenco,  Stanley Tucci – Dr. Abraham Erskine  o cara que faz o Capitão América, Toby Jones – Arnim Zola, braço direito do caveira vermelha e um cientista de grande sucesso, Tommy Lee Jones – General Chester Phillips,  o cara que resolve dar uma chance a Steve eHayley Atwell – Peggy Carter, militar envolvida no projeto e a grande paixão de Steve.

Junte- se aos Vingadores, pegue seu escudo modi e vá ao cinema mais próximo !!!

Por Juliane Treska
Nucind Curitiba

Avaliação: 

Estréia nos cinemas: Dia 29/07/2011

%d blogueiros gostam disto: